sábado, 23 de agosto de 2014

Como esticar e engomar o crochet - PAP

Eu adoro fazer centros de mesa coloridos, como vocês já devem saber. Um dos momentos na confecção das peças que mais me dá prazer é quando vou fazer a "blocagem", ou seja, esticar a peça pronta para que ela tome a forma final. Cada alfinete espetado, cada canto bem enquadrado, me dá um prazer que nem posso descrever. Quem faz trabalhos manuais vai me entender perfeitamente. Cada peça pronta e finalizada é uma festa, não é mesmo?



Quando descobri a técnica de blocagem foi um alívio. Eu sempre via aquelas toalhinhas lindas, super bem esticadinhas e ficava achando que o problema era no meu crochet: que o meu ponto é que era irregular, ou que a linha não era boa e mais um monte de bobagens.

Mas fazendo as pesquisas para procurar inspiração na internet, acabei descobrindo, há alguns anos, essa técnica de blocagem. Ela consiste em você esticar sua peça úmida sobre uma superfície macia e ir prendendo as bordas com alfinete e deixar a peça secar. Quando você tira os alfinetes, ela está lá, toda esticadinha e certinha.



Comecei esticando a peça com os alfinetes e borrifando água sobre ela. Ok, era legal, o resultado era bom, mas durava pouco. Logo, logo a peça voltava ao normal e "desconjuntava" novamente.

Aí descobri alguém que colocava sabão na água, para endurecer o crochet. Ok de novo, funcionava também, mas ainda não durava. Resolvi trocar o sabão pela cola branca, dessas escolares. Esse foi o jeito que durou mais, mas tinha um problema. Quando eu puxava a peça de onde ela tinha sido esticada, a parte de trás ficava com uma película fina da cola (lembra quando a gente espalhava cola na mão para depois descascar?). A peça ficava linda, mas só do lado direito...

Então mudei um pouco a técnica: em vez de borrifar a água depois da peça esticada, eu passei a mergulhar a peça em cola diluída na água, espremer para tirar o excesso de água e só então esticar. Ainda assim, ficava uma pequena película no lado que ficava em contato com a superfície.

Um dia estava no supermercado e descobri a Goma Pox. Resolvi experimentar. Diluía na concentração máxima indicada na embalagem para a peça ficar o mais durinha possível (6 colheres de sopa para 1 litro de água). Foi o melhor resultado que tive.

Mesmo depois de todas essas experiências, após um tempo em uso, a peça começava a amolecer e depois que lavava, voltava tudo à estaca zero. Toca a blocar tudo de novo. Por mim, tudo bem, eu gosto mesmo de fazer esse trabalho e tenho os acessórios necessários. Mas... e quem comprava a peça? Depois da primeira lavagem, ela perdia o seu charme. 

Há uns meses eu estava na gravação de um dos Programas Arte Brasil quando conheci a Carmem Freire que comentou comigo sobre o Fixa Crochê. Na hora, confesso que não dei muito crédito. E é claro que fui correndo fazer um teste quando cheguei em casa. Fiz um pequeno porta copos e usei o Fixa Crochet. Na aparência, o resultado foi o mesmo da goma, mas teve uma outra coisa que me animou muito. Mesmo depois que você lava, ele não sai, ou seja, a peça não perde a forma. Bazinga!!!

Nas peças de fio fino, como Camila 1000, ou Cléa, ficou perfeito. Ele fica bem esticadinho e maleável. Mas para as peças com fios um pouco mais grossinhos, como Camila Fashion, ou Anne eu ainda prefiro a goma. 

Bom, depois de contar tooooda essa história, vejam abaixo como faço a blocagem e o resultado final usando o Fixa Crochê.

PASSO A PASSO

1 - Você vai precisar do Fixa Crochê, uma vasilha de porcelana ou vidro, luvas (importantíssimo usar luvas para proteger as mãos!!!) e a peça pronta.



2 - Coloque um pouco do produto na vasilha, o suficiente para cobrir a peça. 



3 - Mergulhe a peça, cuidando para que toda ela seja molhada pelo produto.



4 - Esprema bem a peça pra tirar o excesso do Fixa Crochê. O que sobrar você pode colocar de volta no frasco. Lave muito bem a vasilha depois de usar.



5 - Pronto, agora sua peça está pronta para ser "blocada". Nesse passo você vai precisar de alfinetes e uma base macia. Eu uso uma base chamada mousse, encontrada em papelarias especializadas em desenho técnico. Mas é um material meio caro. Eu encontrei duas placas no lixo do meu prédio e logo aproveitei, é claro. Você pode usar E.V.A, de uns 4 ou 5 mm. Cubra-o com papel milimetrado para facilitar o enquadramento das peças e por cima forre com plástico adesivo, do tipo contact. Os alfinetes podem ser como os da foto, com bolinhas, ou alfinetes normais de costura mesmo, o que você tiver em casa.



6 - Agora é começar a colocar os alfinetes. Prenda tudo o que vc quiser que fique no lugar direitinho. Esta peça tem pequenas flores ao redor e no meio. Então, além de prender toda a borda, eu prendi também cada florzinha, pra ela ficar bem certinha, melhorando a aparência final.


Olha só como fica cheia de alfinetes. Quanto mais você colocar, mais certinho vai ficar o resultado final.



7 - Pronto! Agora admire a sua peça e fique orgulhosa do seu trabalho!!! O meu ficou assim:



Você pode fazer suas próprias experiências, usando água, água com sabão, cola branca diluída na água, goma ou Fixa Crochê e ver qual é a técnica que você gosta mais. Faça pequenas amostras e aplique as técnicas, e veja qual aquela que fica melhor no tipo de trabalho que você está fazendo.

Caso você tenha interesse em adquirir o Fixa Crochê, é só mandar um e-mail para coloridoecletico@gmail.com, informando seu CEP que eu respondo com o valor do frete. O produto custa R$ 19,90, com 250g.



http://goo.gl/MCzQh4
Loja — Facebook — Instagram — Tumblr — Pinterest — Twiter — Youtube



terça-feira, 12 de agosto de 2014

Programa Arte Brasil - Porta Copos em Crochet e Dicas para combinar cores

Olá pessoal, para quem perdeu o Programa Arte Brasil que passou dia 21 de Julho, o vídeo já está disponível no site do programa.

É só clicar aqui para assistir.

Se tiverem qualquer dúvida, é só deixar nos comentários que vou respondendo.

Abraços a todas e espero que gostem!!! <3






http://goo.gl/MCzQh4
Loja — Facebook — Instagram — Tumblr — Pinterest — Twiter — Youtube